ESCONDERIJOS DO TEMPO MARIO QUINTANA PDF

Sentai, amadas, nos primeiros bancos! Eu sei sofrer A vida deles lhes acontece de fora para dentro. Viva o amor que eu te dedico, Viva Dom Pedro Segundo! O poeta Venho de fundo das eras, Quando o mundo mal nascia Quem foi que disse que eu escrevo para o bas-fond?

Author:Yozshuzshura Karg
Country:Swaziland
Language:English (Spanish)
Genre:Career
Published (Last):18 July 2018
Pages:379
PDF File Size:14.48 Mb
ePub File Size:12.20 Mb
ISBN:828-3-69068-500-5
Downloads:53034
Price:Free* [*Free Regsitration Required]
Uploader:Brakree



Sentai, amadas, nos primeiros bancos! Eu sei sofrer A vida deles lhes acontece de fora para dentro. Viva o amor que eu te dedico, Viva Dom Pedro Segundo! O poeta Venho de fundo das eras, Quando o mundo mal nascia Quem foi que disse que eu escrevo para o bas-fond? Eu escrevo para a Maria de Todo o Dia. Ciranda rodava A ciranda rodava no meio do mundo, No meio do mundo a ciranda rodava.

E quando a ciranda parava um segundo, Um grilo, sozinho no mundo cantava Bem junto com a rua o mundo acabava. Rodava a ciranda no meio do mundo Cofiando as suas barbas de Pedro Segundo Pra que viver assim num outro plano?

O ritmo da vida nos convida. Mal consigo mover-me. E relembro eruditamente? Dona Glorinha, sabe de uma coisa? Estou ficando muito, muito, muito desconfiado de que, se o Deus mudou, os crentes continuam os mesmos Anda muita gente de cara alegre Melhor sair para rua Ou entrar para a rua? A impura linguagem dos homens! Estava praticando caridade. Meu Deus! Esses humanos Ri tanto que me despenquei da ponta da estrela.

Com o que, ficou tudo resolvido. Risca e foge, num adejo. Um beijo brota na ponta Do galho do seu desejo. E pouco a pouco se aconchegam. A vida simples Ora, Maria! Eu nada tenho haver com os sentimentos humanos! Por que? Ficaria tudo mais simples e verdadeiro Traduzido de Raymound Queneau Meu Deus, que vontade me deu de escrever um poeminho Olha, agora mesmo vai passando um!

AKO JE VEROVATI MOJOJ BAKI DESANKA MAKSIMOVIC PDF

Mário Quintana

He moved to Porto Alegre in to study at the Military School, and there he published his first works. He started working for Editora Globo, while it was still a state-owned publishing house. Considered the "poet of simple things" with a style marked by irony, depth, and technical perfection, he worked as a journalist for most of his life. Dalloway, and Words and Blood, by Giovanni Papini. In , Quintana worked at the newspaper Correio do Povo as a columnist of a subsection on culture, which was published every Saturday, and left the newspaper in

CALCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL FRANK AYRES JR ELLIOT MENDELSON PDF

Esconderijos do Tempo

.

Related Articles